quinta-feira, 2 de abril de 2009

A CASA CAIU - OUTRO ARAUTO DA LISURA COM A COISA PÚBLICA ENTROU PELO CANO

Agora foi a vez do Senador Tasso Jereissati, o chupa cabras, digo, chupa bancos do Estado do Ceará, que por lá é conhecido pela alcunha de "o galeguin dos zói azul".

O suposto arauto da moralidade com a coisa pública, ao contrário do que alardeia, é bem mais conhecido pelas fraldulentas operações de crédito para suas empresas, que praticamente quebraram o BEC (Banco do Estado de Ceará), recentemente vendido ao Bradesco (o que sobrou) e, também, por vultosas operações fraudulentas junto ao Banco do Nordeste, que, por sua vez, levou à condenação, pela justiça federal, seu amigo e aliado político, Byron Queiroz.

Como não se bastasse esses pequenos deslizes, o rato da barriga branca também se beneficiou de autorizações especiais do Sr. Agaciel Maia, uma espécie de Capitão do Mato a serviço dos coronéis nordestinos.

Arriégua macho !


Tasso freta avião com dinheiro do Senado

Ato da direção da Casa que regula o benefício não permite o procedimento, mas tucano diz ter obtido autorização especial

Tasso admite ter gastado R$ 358 mil O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) tem o hábito de usar parte de sua verba oficial de passagens aéreas para fretar jatinhos que são pagos com recursos do Senado.

O ato da direção da Casa que regula o benefício não permite esse tipo de procedimento, mas o tucano diz ter obtido autorização especial para fazer as suas viagens.

Entre 2005 e 2007, Tasso gastou R$ 335 mil. Depois, as despesas foram publicadas sem registro de seu nome. De lá para cá, foram mais R$ 134 mil, totalizando R$ 469 mil, segundo o sistema de acompanhamento do Orçamento (Siafi). Tasso admite os gastos, mas somente de R$ 358 mil.

O senador tem seu próprio avião, um jato Citation, mas afirma que recorre a fretamentos quando o seu não está disponível.

Ele diz que a autorização foi obtida após o envio de ofícios para o então diretor-geral da Casa, Agaciel Maia. As brechas foram autorizadas pessoalmente pelo primeiro-secretário da Casa entre 2005 e 2008, Efraim Morais (DEM-PB), sem consulta à Mesa Diretora.

Um bilhete por dia

Na última segunda-feira, uma reportagem informava que o Congresso Nacional destina aos 594 deputados federais e senadores uma cota para a compra de passagens aéreas que, em alguns casos, permite a aquisição todo mês de mais de 30 bilhetes de ida e volta entre Brasília e o Estado de origem.

A matéria constatou ainda que, além do alto valor, não há fiscalização sobre o uso da verba. O congressista emite a passagem no nome de quem quiser e não precisa prestar contas. "O controle é do parlamentar", confirmou Odair Cunha (PT-MG), terceiro-secretário da Câmara, responsável pela administração da cota dos deputados.

O presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), afirmou por meio da sua assessoria que aguardava estudo sobre a verba aérea e que vai apoiar todas as medidas sugeridas para aprimoramento do seu uso.

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), não quis falar sobre o assunto, argumentando que não trata de assuntos administrativos.

Ainda na segunda, Sarney afirmou que vai agir com "tolerância zero" para combater irregularidades no Senado. O presidente disse que contratou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) para elaborar um estudo de remodelação administrativa do Senado. As informações são da Folha Online.

1 comentários:

Anônimo 4 de abril de 2009 13:41  

O CELULAR DO TIAO´PROVOCUO VARIAS HORAS DE RADIO, ORNAL E TELEVISÃO.
E ESSE JATINHO DO TASSO UM ESCANDALO MILHARES DE VEZES MAIOR? SÓ APARECE NOS BLOGS? CADE A MIDIA DEFENSORA DA ETICA, DA PURESA.? AH! MAS ISSO É SÓ QUANDO É CONTRA ALGUEM DO PT. SIM, ENTAO ENTENDI.

Blog do Zé Dirceu

Blog os amigos de presidente Lula

  © Blogger template 'Perfection' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP