terça-feira, 8 de julho de 2008

Polícia Federal prende Celso Pitta, Daniel Dantas e Naji Nahas



A Polícia Federal prendeu na manhã desta terça-feira o ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta, o banqueiro Daniel Dantas e o empresário Naji Nahas na operação denominada Satiagraha, que investiga desdobramentos do caso mensalão. Todos eles foram presos em suas residências nesta manhã.

Segundo informações preliminares da assessoria de imprensa do órgão, Celso Pitta e Naji Nahas foram presos em São Paulo, e Daniel Dantas, no Rio de Janeiro.

De acordo com a Polícia Federal, foram expedidos 24 mandados de prisão e 56 de busca e apreensão. A PF informou que os três detidos encabeçam uma suposta quadrilha que teria cometido crimes financeiros. As investigações do caso começaram há um ano e meio.


No total, cerca de 300 policiais de quatro capitais brasileiras estão trabalhando na operação: São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Brasília.

O advogado de Daniel Dantas, Nélio Machado, disse em entrevista à GloboNews que a prisão do banqueiro é "arbitrária e desnecessária". "Daniel Dantas é um empresário reconhecido pela competência e vem sendo estigmatizado como se fosse transformado em inimigo público", disse.

"A ação da PF revela precipitação e mostra que muitas da medidas são anunciadas antes pela imprensa", disse Machado. "Há mais de dois meses o jornal Folha de S. Paulo dizia que essa operação ia acontecer e quando solicitamos informações à polícia nos negaram".

Machado ainda não falou com Daniel Dantas e informou que iria até a sede da PF no Rio de Janeiro para saber detalhes da prisão de seu cliente.

A PF informa que doleiros conhecidos e familiares de Daniel Dantas, dono do grupo Opportunity, também estão entre os presos, mas ainda não divulgou os nomes.

Mais esclarecimentos serão fornecidos pela PF em uma entrevista coletiva, que deve acontecer ainda nesta terça-feira, em São Paulo.
UOL SP

1 comentários:

grande rede 8 de julho de 2008 14:58  

Só mesmo no governo petista de Lula, nunca na historia desse país, tanta gente rica e importante tinha sido presa, o problema é a justiça que solta, mais o governo é executivo e não judiciário. Essa gente tem sido presa numa grande maioria por causa das escutas telefônicas. Aí fica no ar a pergunta: por que o presidente do Gilmar Mendes que acabar com as escutas telefônicas?
Repito, só no gov. petista de LULA.
O pior cego é o que não quer ver.

Blog do Zé Dirceu

Blog os amigos de presidente Lula

  © Blogger template 'Perfection' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP