quarta-feira, 19 de agosto de 2009

DEP.ISABEL CRISTINA 19/08/09


Em pronunciamento na tarde desta terça-feira, 18, no plenário da Assembléia Legislativa de Pernambuco, a deputada Isabel Cristina voltou a destacar a importância da construção do Observatório Astronômico em Itacuruba, no sertão do Moxotó. Na sua fala a deputada registrou que a instalação do Observatório, um dos mais sofisticados telescópios do mundo, foi tema de matérias publicadas em veículos de comunicação de abrangência nacional no último final de semana.

As potencialidades de Itacuruba e a necessidade de que o município encontre alternativas econômicas de sobrevivência foram antecipadas pela deputada em pronunciamento no dia 12 de agosto último, quando ela já apontava o Observatório e a piscicultura como caminhos viáveis para o incremento da economia do município.

O Observatório conta com um enorme potencial econômico a ser explorado, pelas condições favoráveis em que se encontra o município, seja em relação à temperatura local, ou mesmo pela sua localização, que permite uma boa visualização, possibilitando o rastreamento de asteróides e cometas em possível rota de colisão com a terra.

A deputada destacou a instalação do Observatório, por se tratar de um legado educacional, com o estímulo à visitação de estudantes de várias localidades e para o fortalecimento das pesquisas de grande importância para o país e o mundo. “Com a instalação de um dos maiores Observatórios do mundo, certamente veremos ativada a rede hoteleira e outras possibilidades para município”.


A apreensão constante de motocicletas no interior do Estado, em virtude de documentação irregular vem preocupando a deputada Isabel Cristina, que abordou a questão em pronunciamento na tarde desta terça-feira, 18, na Assembléia Legislativa de Pernambuco. Segundo a deputada, a utilização de motos como meio de transporte faz parte do cotidiano de grande parte dos sertanejos, que por falta de recursos, muitas vezes não têm como sanar débitos relativos ao IPVA, que é cobrado pelo Estado, e ao seguro obrigatório dessas motos, recolhido pelo governo federal.

Favorável à realização das blitzs para que se possa identificar motocicletas furtadas e exercer a fiscalização das estradas, a deputada informou que está encaminhando documento ao governador Eduardo Campos, pedindo a busca de uma solução para o problema dos proprietários de motocicletas com dívidas acumuladas. “Acreditamos que com a anistia ou parcelamento das dívidas com o IPVA e o perdão do seguro obrigatório atrasado, poderemos regularizar a situação de muitos trabalhadores que vêm tendo suas motos apreendidas na zona rural porque não dispõem de condições para sanar o débito. No caso do seguro obrigatório, estando vencido, perdeu o efeito sem ter tido o direito assegurado”, finalizou.

A deputada lembrou que o passivo dos trabalhadores com esses tributos são na sua maioria de valores baixos, pois grande parte das motos e veículos utilizados são antigos e seus proprietários não têm condições de pagar. “Tenho certeza que o governador se sensibilizará com essa questão, pois em função desses débitos serem irrisórios essa medida não irá onerar o Estado, podendo o mesmo negociar com o governo federal o mesmo procedimento em relação ao seguro obrigatório”, concluiu.


A necessidade de que o município de Itacuruba encontre alternativas de renda e desenvolvimento sustentável, para assim evitar o envelhecimento e o desaparecimento do município, foi uma preocupação levada à Assembléia Legislativa de Pernambuco pela deputada Isabel Cristina, em pronunciamento feito na quarta-feira, dia 12 de agosto.

A deputada relacionou os problemas históricos enfrentados pelo município, como o remanejamento da cidade em função da construção da barragem de Itaparica, que resultou em uma série de problemas, dentre eles a infertilidade do solo naquele município. Isabel Cristina destacou os esforços da administração municipal daquela localidade, que tem “agido com responsabilidade ao tecer um novo olhar sobre a economia do município, com perspectivas de futuro para uma região que durante anos teve apenas a agricultura como instrumento de desenvolvimento econômico”.

A deputada lembrou que apesar das dificuldades econômicas, o município vem desenvolvendo outras atividades que vem ganhando importância, como é o caso da piscicultura através de tanques-redes, onde o clima quente da região é um fator natural que tem contribuído para a viabilidade desses projetos. Outra alternativa citada pela deputada é o Observatório Astronômico, que apresenta condições viáveis à sua instalação na cidade em função da temperatura e boa visualização do sol, da lua, das estrelas, entre outros.

Apesar dessas alternativas, que surgem como uma luz no fim do túnel, a deputada Isabel Cristina alertou que o baixo índice de precipitação pluviométrica anual, que dificulta a produção agrícola com regularidade; os índices inaceitáveis de violência; e as péssimas condições da estrada que liga a sede aos povoados de Coité/Comunidade de Jatinã, identificado como pólo pesqueiro, são problemas que têm dificultado o desenvolvimento de Itacuruba e que precisam ser vistos com um olhar especial, sob pena de que as novas gerações daquele município não tenham outra alternativa senão buscar os grandes centros para sobreviver, deixando para trás toda uma história de luta daquele região.

0 comentários:

Blog do Zé Dirceu

Blog os amigos de presidente Lula

  © Blogger template 'Perfection' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP