segunda-feira, 1 de setembro de 2008

O real resultado da Lei Seca

Por Isaltino Nascimento
Não podemos desconsiderar os resultados registrados em todo o país após a implementação da Lei federal que pune os motoristas flagrados dirigindo sob efeito do álcool, mais conhecida como Lei Seca. O Hospital da Restauraçãomaior emergência pública de Pernambuco – já possui dados que apontam redução no número de ocorrências de acidentes de trânsito na Região Metropolitana do Recife, após um mês de vigência da lei, completo no último dia 21 de julho.
Observando o comparativo entre os meses de junho e julho de 2008 fica claro o quão foi acertada a decisão do presidente Luís Inácio Lula da Silva determinando que os motoristas que dirigem com dois decigramas de álcool por litro no sangue sejam multados em R$ 955, fiquem sem a Carteira de Habilitação por 12 meses e tenham o veículo apreendido.
Segundo o Hospital da Restauração, a redução no número de atendimento de acidentados nos dias úteis no mês de julho passado relacionados a acidentes de trânsito, comparado a junho, foi de 42,99%. Levando em conta os fins de semana, a diminuição chegou a 51,4%.
De 1 a 25 de junho de 2008 a unidade registrou 621 atendimentos a vítimas de acidentes de trânsito, enquanto no mesmo período do mês de julho este número caiu para 354 atendimentos.
No que se refere a vítimas de acidentes envolvendo dois veículos, o HR atendeu 72 pacientes em junho, enquanto em julho o registrou caiu para 27 atendimentos com a mesma característica.
O total de vítimas de acidentes de moto atendidas pelo HR também caiu significativamente. No mês de junho foram 255 vítimas contra 140 atendidas no mês passado.
Os dados também apontam uma redução no número de atendimentos de vítimas de colisão em poste, muro ou árvore. Em junho, foram 24 registros contra 7 em julho.
Os dados divulgados pelo Hospital da Restauração são dignos de comemoração, afinal vidas estão sendo poupadas em função da nova lei. Além disso, o setor saúde começa a diminuir gastos com este tipo de ocorrência, que quando não mata deixa seqüelas graves nas vítimas. Já tínhamos, inclusive, feito este alerta sobre o quanto os acidentes de trânsito oneram o setor público de saúde quando em novembro do ano passado, apresentei projeto de lei propondo a proibição da venda de bebida alcoólica nas rodovias estaduais.
Contudo, o que vislumbramos com maior resultado é a mudança de comportamento que está se operando na sociedade. Com as pessoas pensando duas vezes antes de misturar álcool e volante, optando por sair de táxi, usando o "amigo da vez" na direção, recorrendo aos bares e restaurantes próximo de casa ou com as mulheres se dispondo a estarem à frente do volante.
O remédio pode parecer amargo à vista de quem ainda pensa que alguns copos de bebida alcoólica no organismo não fazem diferença e vê exagero nas punições previstas pela lei, como a prisão no caso do motorista ser flagrado com mais de seis decigramas de álcool no sangue. Mas está causando os efeitos esperados no cotidiano de uma sociedade que vivia adoecida pela brutal violência no trânsito
.

2 comentários:

Anônimo 2 de setembro de 2008 02:47  

...O ANONIMO NUMERO '1', DIZ:

ASSIM DEVERIA TER SIDO FEITO COM AS ARMAS, IMPLANTADO DE UMA VEZ. IMAGINEM SE TIVESSEM CONSULTADO A POPULAÇÃO ANTES SE QUERIAM ESSE CONTROLE TODO PARA DIRIGIR ? . AGORA, É PRECISO ATACARMOS NA MAIOR CAUSA DE ACIDENTES, PODEM CRER, A VELOCIDADE... .

Anônimo 9 de dezembro de 2008 22:03  

A lei seca é uma medida muito bem elaborada, so que de fato não é bem fiscalizada na orla de Petrolina mesmo todo final de semana é cheio de filhinhos de papais bebendo e abusando em seus carros e motos como também alguns militares que estão de folga, discumprem a lei também.

Blog do Zé Dirceu

Blog os amigos de presidente Lula

  © Blogger template 'Perfection' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP